Categoria: Saúde Geral

EU TESTEI: POMADAS PARA ASSADURAS!

EU TESTEI: POMADAS PARA ASSADURAS!

Fato é… toda mamãe de primeira viagem fica super em dúvida na hora de escolher qual pomada para assaduras usar em seu bebê!

Eu sempre fui curiosa, então no começo cada hora eu comprava de uma! E aí vai um resumão das minhas opiniões.

1)HIPOGLÓS – A velha e renomada pomada usada na época das nossas mães que provavelmente a vovó vai insistir pra você passar no bebê quando aquela assadura mais forte aparecer! Concluí que Hipoglós entra na categoria ou ame, ou odeie!!! Eu sinceramente sou bem simpática a essa pomada e, apesar de concordar com o argumento de quem não gosta dela, de que ela é grudenta demais e difícil de limpar do bumbum, eu busco ver essa característica mais como uma qualidade…afinal, a intenção de uma boa pomada de proteção é permanecer no bumbum do bebê, protegendo-o…não???

Leia também: Hipoglós para assaduras

O Vítor só teve uma assadura mais preocupante uma única vez e para mim, SIM, a Hipoglós ajudou muito! A pomada tem um preço razoável sendo uma das mais baratas dentre as testadas considerando o tamanho do tubo, e faz o papel de proteger que lhe é esperado! Na hora de limpar, nada que um algodão com óleo mineral não resolva! Aliás, aprendi com uma enfermeira que, se ao passar o hipoglós você diluí-lo um pouquinho em óleo mineral, ele sairá bem facinho com o próprio lenço umedecido! E não é que funciona!? Assim, quando eu resolvo usar hipoglós, eu já deixo um potinho com a misturinha de hipoglós e óleo num potinho, e uso esse!

2)BEPANTOL – Uma das queridinhas dentre as nacionais que, ao meu ver,não merece tamanha admiração!Ela protege? Sim! No entanto, muitas vezes, só de colocar a fralda eu percebo que a pomada já “sumiu” todinha do bumbum do bebê e isso me dá uma impressão de que não está mais protegendo! hahaha Além do mais, acho o preço da danada bem salgadinho!

3) TURMA DA MÔNICA CREME DE ASSADURAS – Gosto muito da textura da pomada da turma da Mônica! Ela é bem emoliente, desliza com facilidade e protege bem! Além do mais, o tubinho tem um tamanho bom pra carregar na bolsa! Os pontos negativos são: assim como a Bepantol, assim que você veste a fralda a pomada já some! Além disso, nunca se consegue espremer a pomada toda do tubinho!!!

4) DOVE BABY -Tem textura e densidade semelhante as das pomadas Bepantol e turma da Mônica, ou seja, menos densa, menos grudenta, mais fácil e gostosa de aplicar e espalhar, mas também com menos aderência! A DOVE teve um cuidado especial com a embalagem da pomada, assim como com todos os produtos da linha! Todo mundo sabe que, na hora de trocar a fralda, quando o baby já está maiorzinho e rolando pra lá e pra cá, é preciso dar alguma coisa pro pequeno se distrair! Aqui em casa muitas vezes eu dou a pomada, pois é o que está mais próximo! Pensando nisso, a Dove arredondou os cantinhos da embalagem pois sabe que muitos bebês brincam com o produto, evitando assim que as quinas arranhem os bebês ou pior, batam no olhinho!

5) DERMODEX PREVENT –
Nada contra, nada a favor! Só compro mesmo quando o preço está bem mais em conta porque além de não ter nada de extraordinário, ainda acho a embalagem feia! hahaha

6) DERMODEX TRATAMENTO -Dizem que na hora que o bicho pega mesmo, só ela pra dar jeito!!!ELA! Não a genérica dela! Vítor só teve uma assadura mais preocupante uma vez na vida, quando os primeiros dentinhos nasceram e ele teve aquela diarréia brava. Eu usei! Ajudou sim!!! Mas dizer que foi mágica, não foi! E sinceramente, a impressão que me deu foi que a genérica faz sim, o mesmo papel… e custa 1/3 do preço!

7) NISTATINA + OXIDO DE ZINCO (genérica da Dermodex Tratamento) Na minha humilde opinião, IGUALZINHA a dermodex tratamento!

Agora, falando um pouquinho das Importadas que todo mundo sempre enche a boca pra falar que usa… A+D e DESITIN! Pra ser bem sincera, nossas pomadas nacionais não deixam NADA a desejar pra essas importadas! Quando uma tia estava voltando dos Estados Unidos decidi pedir pomadas e então fui pesquisar quais eras as pomadas mais usadas pelos AMERICANOS e não é que essas, que a gente usa aqui, estão lá pra décima posição? Ou seja, com certeza existem melhores opções. Mas, vamos lá…

1) DESITIN AZUL -A pomada desitin que deve ser usada no dia a dia, chamada de Rapid Relief (se vier de fora)ou Creamy se for a nacional! Agora já é facilmente encontrada no Brasil! Aqui em BH a gente encontra nas farmácias Araújo, Raia, no Sam’s Club e já vi em alguns supermercados também! Sinceramente, pra mim é um hipoglós ligeiramente menos denso e grudento! Ainda assim, ela é bastante grudenta! Não sou grande fã mas uso pois comprei potões. Esperava MUITO mais, por ser uma febre entre as mamães brasileiras.

2) DESITIN ROXA –
Versão Maximum Strenght (força máxima) da pomada, que deve ser usado para o tratamento de assaduras e não para prevenção! Quando o Vítor teve a tal assadura braba, usei e sinceramente, não vi resultados diferentes! Tem gente que ama! Aqui, não funcionou!

3) A+D – Tem textura, cor e densidade BEM diferente de TODAS as demais pomadas que são brancas! A A+D é amarelinha, parece uma banha ou manteiga, sei lá… Mas não fica de cor nenhuma quando passada na pele do bebê! Por ser incolor, fácil e gostosa de espalgar, é a minha favorita! Além disso, ela não some fácil depois que a gente pões a fralda… parece manteiga sabe? Você continua vendo aquele “brilho gorduroso”, ou seja, ela está lá protegendo o bumbum do bebê! A única coisa “ruim” é o cheiro! Não necessariamente ruim, mas diferente… Não parece de produto de bebê! Eu já me acostumei e hoje em dia gosto! E sinceramente, trocaria todos meus potes de Desitin por A+D se pudesse! hahaha

4) Dr. Smith – Comprei quando minha tia veio, após pesquisar as pomadas mais usadas pelos americanos! Na maioria dos sites não havia exatamente um consenso sobre a número 1! Fui lendo opiniões em sites de compras como o Amazon e o Babies r’us, e acabei achando que a Dr. Smith era a mais elogiada em caso de assaduras extremas! Comprei pensando nesses momentos de desespero! A Assadura extrema do Vítor foi EXTREMA MESMO então fiquei traumatizada e queria ter a postos algo pra qualquer situação de emergência! Só que o bumbum do Vítor, GRAÇAS A DEUS, nunca mais ficou naquela situaçao, em carne viva, saindo até aquela “aguinha” que sai de feridas recentes! Ai eu usei a pomada algumas vezes a toa… só pra ver como é a textura, a densidade e o cheirinho! Gostei bastante!!! Assemelha-se a um bepantol porém com uma fixação melhor! Não sei se ela realmente dá conta do recado quando houver uma assadura PUNK…mas sinceramente espero não precisar saber! HAHAHAH

AHHH! Quando o Vítor estava super assado, na hora de passar a pomada, que meu dedo encostava na ferida, era um sofrimento!!! Ai pensei: “poque ninguém criou uma pomada em spray, pra gente nem precisar encostar?”! E não é que a Dr. Smiths criou!?!?!? Eu acabei comprando a de tubo normal, pois a ler as opiniões dos compradores da em spray, muita gente dizia que se usasse muito próximo “queimava” e doía ainda mais no bumbum do bebê, e de longe fazia uma sujeirinha básica! Como ela era bem mais cara e eu já tava gastando dólares demais com outras coisas, acabei desistindo! Mas um dia ainda testo e achei genial!!!

Bom meninas… essas opiniões são minhas! Vale a pena cada uma testar os produtos e definir aqueles que mais te atendem! Além do mais, fica a dica… Várias enfermeiras já me disseram que não é preciso passar pomada em TODA troca de fralda! O bumbum do bebê precisa respirar também! Assim sendo, hoje em dia eu capricho nas pomadas quando vejo algum traço de vermelhidão, mas de modo geral quase não passo nas trocas diurnas. Na hora de dormir capricho também pois o baby ficará com a mesma fralda um período prolongado, então acho melhor proteger bem!

Além disso, existem várias outras pomadas no mercado que ouço maravilhas e ainda quero testar! Assim que eu o fizer venho aqui e faço um update no post! Entre elas estão: Pomada Fischer Price, Cetrilan, pomada da Granado (amo tudo da Granado!), Pomada da Weleda (dizem que é MARA!!!!), Mustella, Aveeno Baby,Balmex, triple paste, Nivea Baby e por aí vai!!!

Conheça as 12 Dicas para eliminar as cólicas menstruais

Conheça as 12 Dicas para eliminar as cólicas menstruais

Todo mês é a mesma história: dores insuportáveis, desconforto, cansaço, dor de cabeça, olheiras e vontade de não fazer mais nada por conta das malditas cólicas menstruais. Para algumas mulheres, isso pode ser realmente um inferno, felizmente temos uma boa notícia: existem algumas soluções para diminuir ou eliminar as cólicas menstruais. No entanto, se a dor é acompanhada de febre e se ela está impedindo-a de viver normalmente, consulte o seu médico imediatamente! Pensando nessas mulheres que a cada mês sofrem muito por causa das malditas cólicas, preparamos esta lista com 12 dicas para você amenizar ou diminuir as cólicas menstruais.

12 dicas para eliminar as cólicas menstruais

1. Uma alimentação adequada pode amenizar as cólicas menstruais

Nós não nos damos conta, mas o que comemos pode ter um impacto em como nos sentimos e no nosso ciclo menstrual. E, claro, isso não vai surpreender ninguém, mas a primeira coisa que devemos tomar cuidado é com o consumo de açúcar. Mas por que o açúcar? Porque a ingestão excessiva de açúcares provoca um excesso de produção de insulina e o excesso de insulina causa a produção de prostaglandinas pró-inflamatórias (a principal causa das nossas cólicas durante a menstruação).

Uma recomendação dos nutricionistas: coma mais peixes gordos (cavala, salmão, etc) assim como qualquer outro alimento que contenha ômega- 3.

2. Os comprimidos certos para eliminar as cólicas menstruais

Medicamentos com paracetamol normalmente têm pouco efeito nas cólicas menstruais, no entanto os anti-inflamatórios não-hormonais, como o ibuprofeno, por exemplo, têm maior eficácia. A vantagem é que você pode comprar medicamentos a base de ibuprofeno nas farmácias sem receita médica, e eles são muito eficazes.

3. O DIU hormonal, um antídoto para as cólicas menstruais

Claro que, se nós temos como projeto a curto ou médio prazo ter um bebê, escolher o DIU não é a solução correta. Mas, se engravidar não faz parte dos seus planos, o dispositivo intrauterino hormonal é ideal para as mulheres que sofrem com a dismenorreia (nome científico para as cólicas menstruais). Especialmente se você sofre de endometriose, uma possível causa da dismenorreia.

O DIU hormonal difunde progesterona e, além de ser um contraceptivo, ele tende a fazer com que a menstruação pare completamente ou seja reduzida significativamente durante o período em que o DIU está em seu corpo. O DIU pode ser mantido por cinco anos – uma solução a ser considerada com o seu ginecologista.

4. A pílula anticoncepcional

A pílula não serve apenas para proteger-nos de gestações. Ela impede a ovulação, reduz a produção de prostaglandina e reduz o fluxo menstrual.

Geralmente a pílula é eficaz na redução não só da duração da menstruação, mas também, e acima de tudo ela é eficaz na redução de tudo que se passa com a menstruação: as dores, enxaqueca, mau humor, etc.

5. A bolsa de água quente não poderia faltar

Método natural, mas eficaz, abuse da antiga bolsa de água quente na barriga. Isso vai relaxar um pouco todos os músculos que se contraem quanto estamos com cólica e assim aliviar um pouco a dor. Um bom banho morno também tem um efeito calmante. No entanto, cuidado, isso pode aumentar o fluxo da menstruação nas próximas horas.

6. Pratique esporte para oxigenar o corpo e ativar a corrente sanguínea

Esta pode ser a última coisa que você queira fazer quando você estiver com cólicas do tipo “hoje eu não saio de casa”, mas uma atividade física regular, mesmo durante a menstruação, pode reduzir as cólicas menstruais.

Por quê? Porque a atividade física ajuda na oxigenação do corpo e estimula a circulação sanguínea – um analgésico natural, em suma.

Atenção: você não precisa virar uma atleta profissional, pense em fazer uma rápida caminhada ou alongamentos.

7. E que tal relaxar um pouco e praticar yoga para eliminar as cólicas menstruais?

Ao aprender a tomar posse do nosso próprio corpo e respirar com a barriga em profundidade, ou seja, com o diafragma, o yoga pode ser uma ótima forma de aprender a controlar a dor. Seu professor também irá orientar-lhe para fazer as posturas mais suaves para as costas e barriga, caso você tenha coragem de praticar esta atividade mesmo estando com dores.

Leia também: Atroveran é bom

8. Utilize as propriedades antiespasmódicas dos óleos essenciais

Alguns acreditam, outros não, mas os óleos essenciais são uma alternativa aos medicamentos.

Utilizando-os com massagens, eles permitem acalmar espasmos. Assim como a massagem por si mesma também pode ajudar a relaxar. Entre os óleos frequentemente recomendados para lutar contra as cólicas menstruais, encontramos o cipreste ou o óleo de camomila sem cheiro. Duas gotas de um ou outro é misturado com uma colher de sopa de óleo de amêndoa extra-virgem, e então você pode massagear a região suavemente.

9. Com a homeopatia, temos como alvo a dor

O que é bom com a homeopatia é que cada sintoma a mais corresponde a uma dose a mais que você deve tomar. Por exemplo, se a sua menstruação é abundante, acompanhada de cólicas abdominais e tonturas, recomenda-se tomar cinco comprimidos de uma homeopatia X. Se a sua dor se intensifica com as emoções, você deverá tomar cinco grânulos de manhã e mais cinco à noite. Se você tem interesse em recorrer às homeopatias, o ideal é consultar um médico homeopata para que ele possa ver qual a melhor homeopatia para o seu caso. A automedicação não é uma boa solução, pois a recomendação depende das características das suas dores.

10. Faça sexo

Ok, esta solução envolve:

a) Que você não tenha um problema com a ideia de ter relações sexuais durante o período em que está menstruada.

b) Que o seu parceiro também não tenha problemas com isso.

Mas, se forem cumpridas estas duas condições e se seu namorado for um cara gentil e esforçado, ter um orgasmo pode aliviar a dor, não só a dor uterina mas também as dores de cabeça e costas, na verdade, o efeito vasodilatador causado pelo orgasmo reduz enxaquecas.

E, em seguida, ganhar um pouco de carinho, mimos e atenção é tudo o que precisamos nesses momentos, não?

11. Uma massagem nos pés pode ser a solução

Pode parecer não muito óbvio, mas você deve experimentar, pois uma massagem nos pés realmente alivia as dores das cólicas menstruais.

Como fazer? É muito simples: faça pressão durante alguns minutos com as pontas dos dedos nas depressões logo acima do calcanhar. Isto diminuirá a sua dor. Passe ainda os dedos nas partes laterais do tendão de Aquiles, deslocando-os em direção à barriga da perna.

12. E os chás não poderiam faltar

O chá de canela é utilizado desde a antiguidade no tratamento das cólicas menstruais, as suas propriedades agem como um analgésico aliviando as dores. Além de ser uma opção natural os chás também são gostosos e aquecem o nosso corpo.

O chá de capim santo também tem um grande efeito para eliminar as cólicas menstruais. Ele é antiespamódico, então ele age aliviando os espasmos e as contrações musculares. O chá de gengibre também é altamente recomendado no combate das cólicas, pois as propriedades anti-inflamatórias do gengibre são muito eficazes.

Cólica Menstrual

Cólica Menstrual

A dismenorreia ou cólica menstrual é um dos principais tormentos femininos e consiste em contrações irregulares e prolongadas da musculatura uterina e consequentemente dores intensas na região. Sintoma que acompanha a menstruação, a cólica pode variar de intensidade de uma mulher para outra e afeta 50% das mulheres em idade fértil. Pode surgir nas primeiras menstruações ou, em alguns casos, anos depois da chegada da menstruação e por motivos diversos, como alterações nos ovários, alterações no útero, endometriose, hímen sem orifício para sair a menstruação, uso de DIU, miomas, malformações uterinas ou doença inflamatória pélvica.

Leia também: como parar a Cólica menstrual

Nos casos mais graves, o quadro pode ser acompanhado de náusea, sudorese, diarréia, tontura e perda de consciência. Existem ainda dois tipos de dismenorréia, a espasmódica, que aparece no primeiro dia de sangramento menstrual e desaparece para logo voltar com igual intensidade, e a congestiva, que aparece como uma dor que começa antes do sangramento aparecer. A primeira é comum em mulheres jovens e a segunda em mulheres mais velhas.

A cólica menstrual é a grande vilã dos motivos que fazem as mulheres se afastar das atividades, faltas no trabalho,perda do rendimento nos estudos, além de indisposição para a realização de tarefas comuns ao dia-a-dia feminino. Por conta disso, os tratamentos são bastante procurados. Você pode saber mais sobre eles no tópico “Supressão da Menstruação”.

Linguagem do Corpo: De onde se origina o Terçol?

Linguagem do Corpo: De onde se origina o Terçol?

As pálpebras são responsáveis por proteger os olhos de bactérias e lesões e, ainda, ajudam na distribuição de umidade através das lágrimas por todo o olho.
O terçol é uma pequena infecção de uma glândula sebácea presente na pálpebra (por conta dos cílios) e é, geralmente, ocasionada pelas bactérias estreptococo e estafilococo, e atinge a região da pele que se conecta aos cílios. A parte do olho afetada pelo terçol tende a apresentar um pequeno inchaço avermelhado e o portador pode sentir leves dores.

O tratamento para o terçol é feito por meio de pomadas antibióticas, colírios e compressas quentes. Seguindo estas recomendações, o terçol tende a desaparecer sozinho com a drenagem da infecção feita pelo próprio corpo.

Leia também: Terçol como tratar

Em seu livro, Cristina Cairo afirma que terçol se origina a partir de um sentimento de raiva guardado pelo portador.

Terçol segundo Cristina Cairo:
Significa que você está com raiva de uma determinada situação. Pode ser que você esteja fazendo algo que o contrarie e que pensava não mais precisar fazer. Evite sentir raiva de alguém, pois as dimensões humanas são diferentes e é por isso que devemos ser mais compreensivos com as ideias opostas às nossas. Se você não gosta do que está acontecendo, mude seu modo de pensar e compreenda as razões das outras pessoas. Saiba que você tem seu livre-arbítrio e que ele é o responsável por todas as suas experiências no decorrer da sua vida. Alegre-se por possuir o direito de mudar e escolher aquilo que o faz feliz.

10 dicas para uma pele saudável e bonita

10 dicas para uma pele saudável e bonita

Que tal saber dicas de beleza para ter a pele dos seus sonhos da badalada especialista em cuidados com a pele, Dayle Breault, mais conhecida como a “deusa da pele”? Nada mal! O Lar Natural faz a ponte e traz 10 dicas para uma pele saudável e bonita, a fonte é quentíssima. Vem com a gente!
10 dicas para uma pele saudável e bonita

1 – Comece o dia com um ritual que deixa o pH do sangue mais alcalino. Para isso, beba logo pela manhã, em jejum, 1 copo de água morna com limão e 1 cápsula de probióticos. Tomar um suco verde detox também garante uma boa dose de antioxidantes, alcalinizantes e fibras que vão ajudar a eliminar toxinas e a combater os radicais livres. Efeito colateral: uma pele mais saudável e bonita, entre outros benefícios.

Água morna com limão – Fonte: Google
2 – Área da testa está relacionada com funcionamento dos rins e fígado. Se estiver muito ressecada, aumente o consumo de água durante todo o dia, acrescentando um pouco de limão. Isso vai garantir um metabolismo acelerado, queima de gordura e pH alcalino, tudo de bom para a saúde e beleza.

Leia também: rugas

3- Esfoliação: não deixe de fora do seu ritual de cuidados com a pele. A esfoliação mecânica com as mãos ajuda a eliminar células mortas e ativa a circulação, além de preparar a pele para absorver os nutrientes do seu creme de hidratação.

Fonte: Google
4- Lave o rosto imediatamente após o treino ou suor excessivo. Dayle alerta que deixar para lavar o rosto só em casa ou na hora do banho permite que o sal e a gordura, liberados com o suor, se solidifiquem e entupam os poros, criando um ambiente perfeito para acne e espinhas.

Fonte: Google
5- Como lidar com uma espinha? A dica é alternar gelo e uma fonte de calor. Coloque um cubo de gelo suavemente sobre a espinha, deixe por alguns segundos e alterne com água quente ou outra fonte de calor; repita 4 ou 5x. Ela garante que o procedimento diminui o inchaço, extermina as bactérias e impede que a espinha evolua para um alien.

Fonte: Google
6- Mantenha uma dieta saudável. Evite alimentos processados e industrializados ricos em aditivos, como corantes e conservantes. Invista em uma alimentação rica em alimentos integrais, frutas e vegetais antioxidantes. Prefira proteínas magras e boas fontes de ômega 3 e 6 como salmão, sardinha, castanhas e semente de linhaça. Outra recomendação é ficar atenta ao bom funcionamento do intestino – se houver problema na eliminação de toxinas, sua pele vai denunciar!

Fonte: Google
7- Para pele seca a indicação é água. Experimente aplicar uma névoa de água antes do protetor solar ou creme hidratante.

8- Açúcar estimula o envelhecimento precoce. O processo de glicação afeta o colágeno e a elastina, modificando a estrutura e o desempenho dessas moléculas de proteínas, favorecendo o surgimento de rugas, perda da elasticidade e brilho da pele.

Outro agravante do consumo do açúcar é o aumento de leveduras e cândida, que, além de outros aborrecimentos, facilita o aparecimento de erupção cutânea e acne. Bebidas alcoólicas, incluindo o vinho, entram na categoria açúcar… Ahhh nãããooo!

Fonte: Google
9- Dormir um sono de qualidade, de 6 a 8 horas por noite (o ideal varia de pessoa para pessoa), é um dos segredos de uma pele luminosa.

10- E, por fim, reduzir o stress ao mínimo. Neste quesito, ela acredita que a prática da meditação pode trazer muitos benefícios, inclusive para a aparência.