Produtos que reduzem o risco de impotência em homens: resultados de pesquisas

Produtos que reduzem o risco de impotência em homens: resultados de pesquisas

Uma vida sexual normal após os 70 anos é mais provável para aqueles homens que consomem a dieta mediterrânea, porque o azeite, os vegetais, as frutas, os peixes e os feijões que são incluídos nele reduzem o risco de impotência em 40%.

Isto é evidenciado pelos resultados de um estudo que foi apresentado na conferência da Sociedade Europeia de Cardiologia, em Munique, relatórios do portal Ukrhealth.

Leia também: Remédio para Impotência Anvisa

Como os cientistas enfatizam, uma dieta saudável na meia idade pode contribuir para uma vida íntima ativa após 60-70 anos sem o uso de tais drogas, como por exemplo o Viagra.

Então, cientistas da Universidade de Atenas acreditam que o azeite é a chave. Segundo eles, homens que consomem não menos do que 9 colheres de sopa desse óleo por semana são muito menos propensos a sofrer de disfunção erétil.

Esta conclusão foi feita por especialistas, tendo analisado 670 representantes do sexo mais forte de uma das ilhas gregas, cuja idade média era de 67 anos. Note que, além do azeite, os homens também consumiam 13 porções de legumes por semana, 6 porções de frutas, 3 porções de peixe e feijão.

Como resultado, descobriu-se que essa dieta ajuda os homens a manter um coração saudável e a limpar os vasos sanguíneos, e isso, por sua vez, garante um fluxo normal de sangue para a região da virilha, ou seja, promove a ereção.

Além disso, os fãs de tal nutrição são marcados por um aumento do nível do hormônio masculino testosterona e uma diminuição da gordura sob a pele. By the way, excitação sexual depende do primeiro.

Lembre-se, de acordo com um estudo da Universidade de Harvard, os casais que comiam peixe duas vezes por semana ou mais tinham 22% mais probabilidade de ter sexo do que aqueles que não o consumiam. Além disso, esta dieta aumentou as chances de engravidar em 92%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *